sexta-feira, 26 de agosto de 2011

A Fé



“Conta-se uma história de um pastor europeu que fora convidado a pregar em uma Igreja nos Estados Unidos. Como em seu tempo ainda não existia o avião, a travessia era feita de navio. O tempo de duração da travessia era estimado em uma semana, então, ele se programou para chegar um dia antes ao seu destino e assim poder descansar e se preparar. Durante a viagem, no entanto, seu navio foi surpreendido por um espesso nevoeiro que fez com que a embarcação fosse obrigada a diminuir sua velocidade, atrasando a viagem em dois dias. Então o pastor foi ao comandante e disse que não poderia se atrasar para o seu compromisso. O capitão disse que seria impossível chegar a tempo e que só Deus poderia fazer isso. O pastor colocou a mão no ombro do capitão e disse, se o caso é com Deus, eu o convido a ajoelharmos e orarmos ao Senhor. O capitão riu-se e disse: ‘É impossível!’ Nisso o pastor ajoelhou-se e começou a orar enquanto o capitão observava incrédulo. Por fim, meio que sem jeito o capitão foi ajoelhando-se com o pastor, quando o homem de Deus o impediu dizendo: ‘Não precisa ajoelhar-se capitão. Primeiro porque o senhor não crê que Deus pode mudar a situação e depois, porque o nevoeiro já se dissipou!’”Essa história verídica nos mostra a necessidade que temos de exercitar nossa fé diariamente. No exercício da fé cristã precisamos aprender a crer independente das circunstâncias que nos cercam. Não importa se o nevoeiro ao nosso redor seja denso, o que importa é crermos na ação de Deus. Ainda, de acordo com o profeta Habacuque, a fé deve gerar alegria no coração do crente. Alegrar-se no Senhor é primordial, pois mostra que o crente está completamente confiante na ação do seu Deus e fortalecido por Ele, pois “a alegria do SENHOR é a nossa força” (Neemias 8:10).Por fim, aprendemos que no exercício da fé cristã devemos depender da ação divina. A Palavra nos dá amplas garantias de que Deus protege aos que são seus como, por exemplo, nos mostra o Profeta Isaías ao declarar: “Porque desde a antiguidade não se ouviu, nem com ouvidos se percebeu, nem com os olhos se viu Deus além de ti, que trabalha para aquele que nele espera.” (Isaías 64:4).

Um comentário:

  1. Olá, já estou te seguindo. Sempre que puder passarei para comentar. Dá uma olhada no meu blog, se puder.

    http://agapecristao.blogspot.com/

    Fica na paz!

    ResponderExcluir